Voltar

Saneamento básico: um dos pilares do PAC

Saneamento básico: um dos pilares do PAC

Agosto/Setembro de 2007Os políticos antigos costumavam dizer que cano de água e manilha não são bons cabos eleitorais, porque ficam enterrados. Era uma alusão direta às obras de saneamento básico, que, ao contrário de escolas, hospitais e até cadeias, passavam despercebidas dos eleitores, e, por isso, não rendiam votos. Nenhum político poderia ter seu nome gravado em obras que iam para debaixo da terra. Esse quadro foi lembrado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em recente discurso feito no Rio de Janeiro para o lançamento de seu Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), para as áreas de saneamento básico e urbanização.
Por Assessoria de Comunicação

Publicação: Seg, 31 Jul 2017 14:46:06 -0300

Última modificação: Sex, 17 Jan 2020 10:58:53 -0300

Os políticos antigos costumavam dizer que cano de água e manilha não são bons cabos eleitorais, porque ficam enterrados. Era uma alusão direta às obras de saneamento básico, que, ao contrário de escolas, hospitais e até cadeias, passavam despercebidas dos eleitores, e, por isso, não rendiam votos. Nenhum político poderia ter seu nome gravado em obras que iam para debaixo da terra. Esse quadro foi lembrado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em recente discurso feito no Rio de Janeiro para o lançamento de seu Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), para as áreas de saneamento básico e urbanização.

Mas os tempos mudaram e o presidente está consciente de que, exatamente as obras que ficam sob a terra são de suma importância porque podem salvar a vida de milhões de pessoas, principalmente as crianças. Por isso fez do saneamento básico um dos eixos de sustentação do PAC.

Download da Revista